Google lançará PC com o tamanho de um pendrive por US$100

google lancara pc com tamanho de pendrive por US100 nambbuO Google apresentou nesta terça-feira (31) o Chromebit, um diminuto computador criado pela empresa em parceria com a Asus que se conecta a um monitor ou TV por meio da entrada HDMI.

Ele roda o sistema Chrome OS e será lançado “no verão” (entre junho e setembro no hemisfério norte) por US$ 99 (cerca de R$ 320).

É o equivalente a um gabinete de computador (conhecido popularmente como “CPU” no Brasil), mas do tamanho de um pendrive –um pendrive das antigas, pelo menos.

Além de um monitor, seriam necessários um mouse e um teclado para usar o aparelho –que tem conectividade bluetooth para esse tipo de acessório– como um PC. A alimentação do aparelho é via HDMI, ou seja, não há bateria ou necessidade de recarga.

O Chromebit tem ideia similar à do Chromecast, aparelho lançado por US$ 35 nos EUA e que torna televisores comuns em TVs inteligentes.

Seu hardware é equiparável ao do Chromebook Flip, outro anúncio desta terça pelo Google: 2 Gbytes de memória e processador com tecnologia ARM (precisamente o Rockchip 3288) de 1,8 GHz de clock.

Além disso, tem uma entrada USB e 16 Gbytes de armazenamento do tipo SSD.

“Simplesmente espetando o dispositivo em qualquer tela a torna um computador”, escreveu Katie Roberts-Hoffman, engenheira, no post de apresentação. “Será realmente útil para escolas e empresas.”

A Intel fabrica um aparelho semelhante, o Compute Stick, que é vendido nos EUA por US$ 150 e roda Windows 8.1 ou Linux –sistemas convencionais, em detrimento do Chrome OS, que tem forte dependência da conexão à internet.

 

Fonte: Folha de S. Paulo

Sobre a namBBU (www.nambbu.com.br): a namBBU, empresa do grupo Chacal, é uma agência full service com atuação especializada em design, comunicação e tecnologia. Fundada em 2007, derivada do antigo Studio BR4, a companhia conta com aproximadamente 150 clientes distribuídos em 6 Estados brasileiros. O grande diferencial em sua operação constitui-se na simplicidade do fazer acontecer e especialmente na abordagem full service, que oferece não somente um amplo leque de produtos e serviços para a conveniência de seus clientes, mas, sobretudo, sincroniza estratégias de comunicação entre a companhia e seus stakeholders.



Voltar
Compartilhar
Topo