Com mudanças no algoritmo, Google fortalece mobile

16539_29889-Busca-Google-iPhone

Sites com versão para dispositivos móveis começarão a aparecer em posições mais altas no buscador

De vez em quando, o Google altera sua busca de algoritmos de uma forma que derruba o ecossistema de publicações online. Isso aconteceu há alguns anos quando a empresa decidiu que os links das contents farms – publishers que tentam brincar com o algoritmo do Google com palavras-chave e material de qualidade questionável – não deveriam aparecer tão rapidamente nas páginas de pesquisa. Agora o Google está fazendo o mesmo com sites que não funcionam bem em mobile, um movimento que tem sido chamado de “Apocalipse do Celular” (ou “mobilegeddon”, em inglês).

O Google descreveu as mudanças em fevereiro da seguinte forma:

“Começando em 21 de abril, nós estaremos expandindo nossa interface amigável de celulares como um fator de ranking. Essa mudança afetará as buscas em mobile em todas as línguas ao redor do mundo e terá um impacto significativo nos nossos resultados de busca. Consequentemente, usuários acharão mais fácil encontrar resultados relevantes e de alta qualidade que são otimizados para os seus devices.”

Para qualquer um que está inseguro se o seu site não está nas novas regras do Google, a empresa criou um aplicativo online para checar se o site seria considerado mobile-friendly. Além de ter criado ferramentas que ajudam o site a se adaptar para mobile.
A companhia também deixou claro que o celular não é a única consideração:

“Enquanto a mudança para mobile-friendly é importante, nós ainda utilizamos vários sinais para ranquear resultados de pesquisa. O conteúdo ainda é um fator importante – então, se a página tiver um bom conteúdo mas não for mobile-friendly ela ainda aparecerá bem ranqueada.”

O Google está mudando seus algoritmos para fazer com que mais empresas criem sites mobile-friendly por uma única grande razão. Mais pessoas estão usando o sistema de busca do Google em aparelhos mobile, e esses usuários esperam que a experiência seja tão boa quanto estão acostumados a ter no desktop. Se o sistema de busca leva a sites que não funcionam bem em mobile, isso significa que Google não é tão bom no mobile, tornando a empresa vulnerável em tempos onde não se pode ser.

Por anos a empresa tem se oposto a anunciantes que não querem pagar o mesmo valor em anúncios mobile e em anúncios de desktop. Enquanto as pessoas estão migrando para o mobile, os anunciantes e suas grandes verbas irão também, de acordo com a linha de pensamento da empresa. Mas se a pessoas pararem de migrar para o Google em busca de um site de busca mais amigável em celulares, a segunda parte da equação fica ainda mais questionável.

 

Fonte: ProXXIma

Sobre a namBBU (www.nambbu.com.br): a namBBU, empresa do grupo Chacal, é uma agência full service com atuação especializada em design, comunicação e tecnologia. Fundada em 2007, derivada do antigo Studio BR4, a companhia conta com aproximadamente 150 clientes distribuídos em 6 Estados brasileiros. O grande diferencial em sua operação constitui-se na simplicidade do fazer acontecer e especialmente na abordagem full service, que oferece não somente um amplo leque de produtos e serviços para a conveniência de seus clientes, mas, sobretudo, sincroniza estratégias de comunicação entre a companhia e seus stakeholders.



Voltar
Compartilhar
Topo